web analytics

A Varíola como se cuidar

     

Varíola é uma doença rara, às vezes descrita como uma forma branda de varíola, que é causada por um vírus.

QUANDO ELA OCORRE?

Ela ocorre principalmente nos países da floresta tropical da África central e ocidental. Foi descoberta pela primeira vez em macacos de laboratório em 1958.

Os exames de sangue de animais da África, mais tarde encontraram evidência de infecção em macacos em um número de roedores Africano. O vírus que provoca varíola foi recuperado de um esquilo Africano. Os estudos de laboratório mostraram que o vírus também pode infectar camundongos, ratos e coelhos. Em 1970, a doença foi relatada em seres humanos pela primeira vez. Em junho de 2003, a varíola foi relatada em cães da pradaria e em seres humanos nos Estados Unidos.

 

QUAIS SÃO AS CAUSAS DA VARÍOLA EM MACACOS?

A Varíola como se cuidar

A Varíola como se cuidar

 

A varíola é causada pelo vírus de macacos. O vírus está dentro da família e da Poxviridae Orthopoxvirus género. Outros vírus que causam infecções em humanos incluem:

* Vírus da varíola (que causa a varíola).
* Vaccinia (usado para vacina contra a varíola).
* Vírus da varíola bovina.

 

 

COMO É TRANSMITIDA?

A transmissão pode acontecer tanto de animal para humano ou menos comumente, de humano para humano.

Animais para humanos

O vírus pode se espalhar para os seres humanos de um animal infectado por uma mordida do animal ou o contacto direto com as lesões do animal ou fluidos corporais.


PESSOA PARA PESSOA

A varíola também pode ser transmitida de pessoa para pessoa, embora seja mais raro. O vírus é transmitido por gotículas respiratórias durante face direta e prolongado contacto direto.

Além disso, é possível que a varíola seja transmitida pelo contato direto com fluidos corporais de uma pessoa infectada com o vírus ou objetos contaminados, como roupa de cama ou a roupa.










 

PERÍODO DE INCUBAÇÃO DA VARÍOLA

Quando uma pessoa é infectada com o vírus que provoca varíola, o vírus começa a se multiplicar no corpo. Depois de 7 a 17 dias, os sintomas podem começar. Esse período entre a transmissão da varíola e do início dos sintomas é o “período de incubação macacos”.

 

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

Em humanos, os sintomas são semelhantes aos sintomas da varíola, apenas mais leves. Os sintomas começam com:

* Febre.
* Dor de cabeça.
* Dores musculares.
* Dores nas costas.
* Gânglios linfáticos inchados.
* A sensação geral de desconforto.
* Esgotamento.

Dentro de 1 a 3 dias (às vezes mais), após o aparecimento da febre, o paciente desenvolve um exantema papular (colisões levantadas), muitas vezes, primeiro no rosto, mas por vezes inicialmente em outras partes do corpo.

As lesões geralmente se desenvolvem por várias fases antes de crostas e cair.

 

A DOENÇA GERALMENTE TEM A DURAÇÃO DE DUAS A QUATRO SEMANAS.

 

DIAGNÓSTICO

A fim de fazer um diagnóstico, o médico irá fazer uma série de perguntas (história clínica) e realizar um exame físico para procurar sinais e sintomas de varíola.

Se há uma suspeita moderada ou alta de varíola, o médico pode pedir  determinados testes de laboratório e submeter a pessoa a um médico dermatologista ou doença infecciosa.

Antes do diagnóstico de varíola ser feito, o médico irá considerar outras doenças que compartilham sintomas comum com os macacos, incluindo:

* Varicela (catapora).
* Herpes.
* Dermatite de contato.
* Impetigo.
* Escabiose.
* Eritema multiforme.
* A reação adversa a medicamentos.
* Mão, pé e da febre aftosa.

 

TRATAMENTO E PROGNÓSTICO

Atualmente, não há nenhum tratamento comprovadamente seguro para a varíola.

Estudos da varíola humana na zona rural África Central e Ocidental – onde as pessoas vivem em áreas remotas – têm relatado taxas de mortalidade de 1 por cento a 10 por cento.

No entanto, esse risco seria provavelmente menor em outros países, onde a alimentação e acesso aos cuidados médicos são melhores.

 

VARÍOLA E VACINA CONTRA VARÍOLA

Vacina contra a varíola foi relatada para reduzir o risco de varíola em pessoas previamente vacinadas na África.





One comment »

  1. gabrielle 24 de junho de 2011 às 8:02 -


    Muito bom esse site.

Deixe seu Comentário »