web analytics

Minhoca


Publicidade

Aqui está um breve olhar sobre a biologia da minhoca. Foi Charles Darwin, quem primeiro reconheceu a importância da minhoca, descrevendo-as como “arado da natureza”. Hoje é sabido que os efeitos benéficos da minhoca têm química e física do solo.

Ao enterramento no solo, a minhoca aumenta a umidade do solo, permitindo que a água da chuva a infiltrar mais profunda, e a aeração do solo permitindo melhor desenvolvimento radicular.

O excremento da minhoca conhecido como fundição, ajuda no enriquecimento do solo, devido ao fato de ser rico em fósforo, magnésio, cálcio e nitrogênio.

A minhoca aumenta a fertilidade do solo, e é cada vez mais introduzida em áreas de terra que as minhocas faltam, a fim de melhorar áreas degradadas do solo e aumentar a produção de plantas em áreas agrícolas. Cientificamente, a minhoca é classificada no filo Annelida, e elas variam em tamanho de apenas alguns milímetros a mais de 3 metros de comprimento.

 

A BIOLOGIA DA MINHOCA

Minhoca

Minhoca

Uma das características mais óbvias do corpo da minhoca é a sua segmentação, que não é apenas um recurso externo, mas também ocorre através de quase toda a sua estrutura interna.

A seção anterior da minhoca, ou a cabeça, é composta pelo prostômio, que é uma extensão do lábio, situado em frente da boca, que ela usa para forçar seu caminho para o solo.




Cada um dos segmentos em seu corpo tem estruturas, conhecidas como setas, que pode ser estendidas, bem como retraídas, e são usadas para locomoção. A ausência de outras estruturas de locomoção, além de sedas, permite que a minhoca toque de forma eficiente no solo.

Além disso, existem as glândulas em sua pele, que secretam muco, que ajudam na manutenção da lubrificação da minhoca.

A minhoca não tem olhos, em vez disso, ela tem células sensíveis à luz em sua pele exterior. Estas células permitem a minhoca detectar a luz, bem como as mudanças na intensidade da luz. As células da pele são sensíveis aos produtos químicos.

A minhoca não tem pulmões, ela respira por oxigênio que está sendo difundido em seu corpo através da pele. A pele altamente permeável da minhoca torna suscetível a secar com facilidade.

O trato digestório da minhoca é uma das suas características únicas, sendo altamente adaptado de acordo com as suas atividades de escavação e alimentação.

A minhoca ingere terra, juntamente com a decomposição da matéria orgânica no mesmo, que são misturados por músculos potentes e que atravessa o seu aparelho digestivo.

No aparelho digestivo, os fluidos contêm enzimas digestivas que são lançadas, que são misturadas a mistura do óleo que foi ingerida. Os fluidos digestivos ajudam na liberação de açúcares, aminoácidos, bem como na diminuição do tamanho de moléculas orgânicas.

Essas moléculas são então absorvidas através das membranas dos intestinos, que são usadas para a energia e a síntese de células.

 

O SISTEMA REPRODUTOR DA MINHOCA

As minhocas são hermafroditas, semelhante a lesmas e caracóis, tendo ambos os sexos e partes reprodutivas em seu corpo.










Deixe seu Comentário »