web analytics

Meus Ídolos

     

Quando tem um show em nossa cidade, e somos fãs do cantor, ou da cantora, nada nos impede de ir cedo para o local e ficar no gargarejo, jogando beijos!

A correria é grande! Tem show e queremos ficar perto do nosso ídolo! Seja uma banda de rock, um cantor, uma cantora, uma dupla sertaneja, ou um ator, uma atriz, queremos um autógrafo, queremos uma foto, aliás, queremos muitas, muitas fotos!

Queremos tocar nele, queremos a toalha que ele enxugou o rosto, queremos voltar para casa com aquela sensação de ‘leveza’, de que estivemos perto, por alguns instantes, de nosso ídolo. Chegamos em casa e nem percebemos o olhar feliz de nossa mãe. Porque ela esteve o tempo todo preocupada, enquanto estivemos fora, mas agora está feliz ao ver o filho chegar bem. E está feliz pela filha que chega em casa, ‘nas nuvens’, por ter visto seu ídolo bem de pertinho. Mas a mãe é ignorada. A filha não lhe conta como foi, não compartilha com ela este momento de deslumbramento. Mas também, contar o que, né?! A mãe é muito careta para estas coisas. Ela não entende o rebolado do cantor. Não curte a tatuagem do vocalista.

 

A mãe não entende nada dessas coisas. Vou correndo para internet contar para minhas amigas. Postar as fotos para todos me verem agarradinha com o cantor, com o ator. Todas vão morrer de inveja.

Infelizmente, este é só mais um aviso, que, como tantos outros, de nada vai adiantar. Porque o valor só damos quando perdemos. Ignoramos nossas mães enquanto passamos horas na frente da TV admirando nosso ídolo.

Guardamos com todo amor e carinho um autógrafo por alguém que não nos conhece, e nem tão pouco, quer nos conhecer.

Meus ÍdolosE não fazemos questão nenhuma de estar próximo, daquela que foi a primeira a nos conhecer. Daquela que pelo choro, sabia se era dor, fome, ou sono, quando ainda nem sabíamos falar.

O filho não nasce para o mundo. Se fosse, assim, poderia nascer como o pé de feijão, da própria terra. O elo mãe e filho nasce antes mesmo do parto. E cresce e fortalece por toda a vida, a cada instante.

Sabemos que é uma vida independente que nasce, uma vida que vai aprender a falar, aprender a andar e dar seus próprios passos, falar suas próprias vontades.

Mas não podemos deixar a ingratidão crescer dentro de nós, com o passar dos anos. Tem uma mãe esperando nosso abraço. Tem um pai esperando nosso carinho. Tem pais esperando uma atenção. Ainda que seja uma breve, uma rápida atenção.

Estão esperando o filho acordar para a vida e dizer: Pai, Mãe, vocês são meus ídolos!

Deixe seu Comentário »