web analytics

Psicologia do Esporte

     

A Psicologia do esporte, definida por Williams e Straub (1991) como identificação e compreensão de teorias e técnicas psicológicas que podem ser aplicadas ao esporte com o objetivo de maximizar o rendimento e o desenvolvimento pessoal do atleta.

A Psicologia do esporte e dos exercícios identifica princípios e padrões que profissionais podem se usar para ajudar adultos e crianças que participam dessas atividades e têm benefícios no esporte e nas atividades físicas.

A Psicologia do Esporte pode ser historicamente dividida em três áreas especializadas: aprendizagem e controle motor, desenvolvimento motor e Psicologia do Esporte. A Psicologia do Esporte no Brasil teve início na década de 50 com o psicólogo João Carvalhaes no São Paulo Futebol Clube e na Seleção Brasileira de Futebol. Na década de 70, é ampliada a participação de psicólogos no esporte. E a partir da década de 90, há um aumento significativo de profissionais na área.
No Brasil, até o momento, qualquer pessoa que possua o título de licenciado em Psicologia pode exercer a função de psicólogo do esporte. Mas, esta não é uma garantia profissional suficiente.

 

Psicologia do EsporteO 2º psicólogo a trabalhar com a Seleção Brasileira foi Athayde Ribeiro, que escreveu o 1º livro de Psicologia do Esporte.

Existem pelo menos três perspectivas relacionadas á prática da Psicologia do Esporte:

1)    Psicologia do Esporte Educacional: cursos, palestras e conferências sobre a Psicologia do Esporte.
2)    Psicologia do Esporte pesquisador.
3)    Psicologia do Esporte clínico: ajudar os atletas a desenvolverem estratégias psicológicas que os levem ao alto rendimento esportivo.

Deixe seu Comentário »