web analytics

Aleitamento Materno


Publicidade

Saiba o que é aleitamento materno e suas principais vantagens.Para uma mulher amamentar seu filho, há necessidade de uma mama que produza leite, descida adequada do leite e um bebê que sugue o leite.

Devemos assim, estar alertas ao preparo adequado da mama, iniciando-o desde as consultas pré-natais, pois, já temos como um obstáculo real um bebê prematuro, hipotônico fisiológico, com reflexos débeis e estados comportamentais pouco facilitadores a uma adequada sucção.

Em relação à mama, ainda que ela tenha sido preparada desde os primeiros dias após o nascimento e que esteja sendo ordenhada adequadamente, com boa produção de leite, não podemos esquecer de que, agora, o processo será direto da mama à boca, com mecanismos de produção e descida do leite os mais fisiológicos, porém desconhecidos da mãe, até agora uma mãe também prematura que pode até saber bem ordenhar leite, mas não está capacitada para amamentar.

 

AS VANTAGENS DO ALEITAMENTO MATERNO

Aleitamento Materno

Aleitamento Materno

A OMS recomenda amamentação exclusiva por 4-6 meses e complementada até 2 anos ou mais. Existem evidências de que não há vantagens em iniciar os alimentos complementares antes dos 6 meses (salvo em alguns casos especiais), podendo inclusive, haver prejuízos à saúde da criança.

Apesar do aumento das taxas de amamentação na maioria dos países nas últimas décadas, inclusive no Brasil, a tendência ao desmame precoce continua, e o número de crianças amamentadas segundo as recomendações da OMS ainda é pequeno.




É preciso mudar o paradigma de amamentação que norteia as políticas de promoção do aleitamento materno. Tem-se priorizado o biológico, sem dar devida ênfase aos aspectos sociais, políticos e culturais que condicionam a amamentação.

A mulher precisa ser assistida e amparada para que possa desempenhar a bom termo o seu novo papel social, o de mulher-mãe-nutriz. Os profissionais de saúde desempenham um papel fundamental na assistência a mulher lactante.

Para cumprir esse papel é necessário ter conhecimento e habilidades para orientar adequadamente o manejo da lactação. A OMS recomenda amamentação exclusiva por 4-6 meses e complementada até 2 anos ou mais.

 

As necessidades do leite materno

– Redução da mortalidade infantil, protege contra incidência e gravidade das diarréias, pneumonias, otite média, diversas infecções neonatais e outras infecções.

– O leite do final da mamada ou ordenha é 1,5 vez mais gordo que o restante.

– O leite humano tem macrófagos e linfócitos que são responsáveis pela fagocitose.

– O ferro é bem absorvido.

– O leite materno propicia uma nutrição de alta qualidade para a criança promovendo seu crescimento e desenvolvimento.

– Em documento recente a Academia de Pediatria cita, entre os benefícios já mencionados, uma possível proteção do aleitamento materno contra a síndrome da morte súbita do lactente, a diabete insulino-dependente, a doença de Crohn, a colite ulcerativa, o linfoma, as doenças alérgicas e outras doenças crônicas do aparelho digestivo.

– Contribui para a saúde da mulher, protegendo contra o câncer de mama e de ovário, amplia o espaçamento entre os partos e auxilia na involução uterina mais rápida, com conseqüente diminuição do sangramento pós-parto e de anemia.

– De fundamental importância para as famílias carentes é o fator econômico.










Deixe seu Comentário »