Doenças e Enfermidades

Vasectomia


A vasectomia é um método cirúrgico de esterilização masculina definitiva, onde se interrompe a passagem dos espermatozoides pelos condutos deferentes. 

Ao pé da letra, vasectomia significa “retirar” (ectomia) o conduto deferente.

Saiba tudo sobre a vasectomia e se ela pode ser revertida

A região anatômica onde se aborda os condutos deferentes com menos trabalho e mais precisão é o escroto (saco escrotal), onde são superficiais e facilmente palpados sob a pele. Assim, se os condutos que transportam os espermatozoides forem interrompidos pela realização da vasectomia, estes não chegarão à uretra e o esperma ejaculado não conterá as células reprodutoras masculinas.  A reversão é uma opção tentadora, porém nem sempre é bem-sucedida. Um dos efeitos de uma vasectomia é que o organismo pode deixar de reconhecer seu próprio esperma e desenvolver anticorpos contra ele.

 

A EJACULAÇÃO PERMANECE IGUAL?

Vasectomia
Vasectomia

O fluido ejaculado será desprovido de espermatozoides, mas continuará contendo as secreções das vesículas seminais.

Volume, consistência, cheiro e até o sabor, permanecerão inalterados.

Não há mudanças na sensação do orgasmo ou no apetite sexual.

Não hás mudanças na função erétil (potência sexual) ou no tempo para se atingir o orgasmo.

 

VASECTOMIA E CÂNCER DE PRÓSTATA

Não há relação entre vasectomia e doenças da próstata.

 

REQUISITOS PARA CIRURGIA

– união estável
– mais de 35 anos de idade
– com pelo menos dois filhos com mais de um ano de idade

 

RETORNO AS ATIVIDADES SEXUAIS

A volta às atividades habituais dá-se em 48 h. Atividade sexual sem desconforto em torno de 7 dias. Relações sexuais seguras, só após cerca de 20 ejaculações e realização de um exame do ejaculado onde se comprove a ausência de espermatozoides.

 

RISCOS

– infecção
– hemorragia
– hematomas
– dor pós-operatória

 

A VASECTOMIA PODE REALMENTE SER REVERTIDA?

Se isso acontecer, são poucas as chances de uma reversão cirúrgica capacitar um homem a engravidar sua parceira. Outro fator é quanto tempo o homem demora para mudar de ideia.

Mesmo que a vasovasostomia restaure os “canais de esperma” com sucesso, a chance de uma gravidez é menor do que era antes da vasectomia.

Por exemplo, se um homem opta por uma vasovasostomia três anos após ter feito vasectomia, há 97% de chances de seus canais deferentes serem efetivamente reconstruídos. Porém, as chances de ele engravidar sua parceira não são tão impressionantes: apenas 76%.

Quanto maior o período de tempo entre a vasectomia e a reversão cirúrgica, menor é a chance dessa reversão funcionar. Alguém que espera 15 anos ou mais para reverter uma vasectomia tem cerca de 71% de chances de reconstruir seus canais deferentes e apenas 30% de chances de engravidar sua parceira.

               

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *