web analytics

Alimentação Viva o Caminho da Saúde

     

Devemos comer alimentos crus ou alimentos cozidos? Vamos aprender sobre a Alimentação Viva. Esta pergunta sempre irá surgir, porém quando nos alimentamos de forma natural (Alimentação Viva) o nosso organismo reencontra o vigor físico e a saúde perfeita.

Os povos da América e do mundo estão sofrendo gravemente de uma doença generalizada. Uma pesquisa recente revelou que a qualidade dos nutrientes que colocamos para dentro do nosso organismo determina a qualidade de nossas vidas.

Estamos todos conscientes de que os motores realizam os seus trabalhos bem ou mal, dependendo da qualidade do combustível que é utilizado. Poucos de nós percebem que a qualidade dos alimentos determina diretamente a nossa capacidade de desempenho físico e mental. Eu freqüentemente recebo cartas que dizem assim: Está tudo bem se eu comer milho? Batatas? Aveia? Pão? Cereais preparados? Feijão? E muitas outras substâncias que devem ser cozidos para serem comidos. Quando eu digo de brincadeira que não é bom, ficam com o inevitável “porquê?” Então eu lhes digo que somos todos irmãos “guardiões da nossa vida e saúde, e que existem alimentos que direta ou indiretamente afetam nossa saúde.

 

O que realmente quis dizer foi questionado. Porque não são estes alimentos bons? Devo então lhes dizer com outras palavras, muitos dos males e maldições que resultam da ingestão de alimentos que são perturbados pelo calor afetam nossa saúde.

 

Alimentação Viva o Caminho da Saúde

Alimentação Viva

Alimentação Viva

Eu digo-lhes: Se você não pode saboreá-lo no estado natural, cru, você não deve comê-lo em suas refeições”. Para salvar a mim mesmo de um monte de letras e de comunicações, eu vou, neste artigo, explicitar muita das razões importantes porque alimentos “mortos” nunca devem entrar na boca humana.

A primeira coisa que faço com os escritores e os questionadores é apresentar os benefícios da dieta alimentar viva. Por exemplo, eu poderia dizer:

Comedor de alimentos vivos se sente melhor e, muitas vezes, tem um estado de euforia.

Comedor de alimentos vivos tem mais energia e vigor.

Então eu recebo o inevitável “porque” o que é uma maneira de dizer “prove”.

Eu respondo: “Basta você estar comigo”. Ainda aumento a sua curiosidade com outras afirmações como:

Aqueles que consomem alimentos vivos estão mais descansados e dormem melhor em menos tempo.

Aqueles que comem mais alimentos vivos ficam mais alerta, pensam com mais clareza, seus pensamentos são mais nítidos e mais lógicos.

Aqueles que se comprometem com a ingestão de alimentos vivos, especialmente em conjunto com um regime de exercícios, a experiência da perda de peso é drástica. Isso é ótimo para aquelas pessoas que precisam perder peso.

Um conjunto de alimentos vivos na sua dieta ajuda na purificação do organismo que, às vezes, pode ser muito intenso. A desintoxicação do corpo pode provocar alguns sintomas desagradáveis.

Aqueles que se alimentam de alimentos vivos tornam-se mais ativos e precisos em seus movimentos e ações, bem como os seus pensamentos. Por isso eles têm um desempenho muito melhor e com mais competência.

Quem se alimenta de alimentos vivos são menos sujeitos a estresses e tensões nervosas do que com alimentos convencionais. Além disso, se um regime de exercícios de 15 a 30 minutos por dia é seguido, eles estão muito menos sujeitos ao stress.

Melhor de tudo, comedores de comida viva tornam-se praticamente livres de doenças!

 

A importância da Alimentação Viva

Alimentação Viva

Alimentação Viva

Claro que uma grande dose de ceticismo é freqüentemente expressa, afinal, eles precisam de justificativa para seus romances com pizza, pão, batata e assim por diante.

Podem até me dizer que tudo isso é apenas anedótico, ou seja, apenas como contos da carochinha.

Eu, então, digo-lhes: “Por que vocês não experimentam os resultados maravilhosos, então vocês podem contar suas próprias experiências assim como você está agora expressando seu ceticismo”.

 

 

Então começo a colocar os argumentos decisivos no meu caso, como segue:

Na natureza todos os animais comem alimentos vivos como lhes foi entregue. Somente os seres humanos cozinham seus alimentos e só os humanos sofrem de doenças generalizadas.

Somente os seres humanos sofrem uma morte prematura. Morte natural nos seres humanos é tão rara que nem sequer é listado como uma causa de morte em nossos almanaques ou estatísticas.

Então, a questão levanta-se freqüentemente: “O que há de tão terrível em cozinhar alimentos? Todo mundo faz isso”.

Ao que eu respondo: “Quase todo mundo tem cavidades, deficiência visual que exige óculos, resfriados e outras doenças, não é mesmo?”

Então eu respondo ainda com algumas declarações e citações que são obviamente verdadeiras:

Cozinhar é um processo de destruição dos alimentos a partir do momento que o calor intenso é aplicado ao gênero alimentício. Muito antes da sua preparação os valores dos alimentos estão totalmente destruídos.

 

Alimentação Viva

Alimentação Viva

Se você colocar sua mão por um momento em água fervente, ou em um fogão quente, você verá como é destruidor de qualquer coisa viva, como pode ser visto claramente no caso dos ovos e queijo, quando a temperatura chega a apenas 118 graus, que são temperaturas comumente aplicadas na cozinha, eles são completamente desprovidas de valores nutritivos.

Pior ainda, proteínas cozidas são prontamente inundadas por bactérias causando putrefação no trato digestivo e dão origem a alguns venenos muito potentes, estes são absorvidos pelo sangue e causam uma miríade de doenças.

 

Cozinhar alimentos os torna tóxicos!

A toxicidade dos resíduos enlouquecidos dos alimentos é confirmada pela duplicação e triplicação das células brancas do sangue após a ingestão de uma refeição de comida cozida (Leucocitose Digestiva).

Os glóbulos brancos são uma primeira linha de defesa e são, coletivamente, popularmente chamado de “o sistema imunológico”.

Como confirmado por centenas de pesquisas citadas na prestigiosa National Academy of Science o livro National Research Council, “Dieta, Nutrição e Câncer”, diz que cozinhando os alimentos gera agentes mutagênicos e cancerígenos nos mesmos.

Quando você come alimentos cozidos, carboidratos, proteínas e gorduras você está comendo numerosos produtos mutagénicos (cancerosos) causados pelo cozimento.

 

As vitaminas são mais rapidamente destruídas pelo cozimento.

Minerais rapidamente perdem o seu contexto orgânico e são devolvidas ao seu estado natural como elas ocorrem no solo, na água do mar, rochas, metais, etc. Em tal estado não são utilizáveis pelo corpo.

Muitas vezes combinados com gorduras saturadas formam colesterol no sistema circulatório. Mais de 90% dos americanos têm placas em suas artérias.

Gorduras aquecidas são especialmente prejudiciais porque são alteradas para dar forma acroleína, os radicais livres mutagénicos e outros agentes cancerígenos como confirmado na publicação acima, “Dieta, Nutrição e Câncer”.

Os alimentos cozinhados não apenas levam mais tempo para digerir, mas freqüentemente provam ser indigesto como no caso das proteínas aquecidas. Esses alimentos rapidamente fermentam e apodrecem no trato intestinal, enquanto os alimentos vivos são quase totalmente absorvidos antes que eles sejam oxidados.

Está evidenciado pelo fato de que o comedor convencional médio tem cerca de dois quilos de bactérias intestinais enquanto que comedores de comida viva têm só algumas poucas gramas. Cerca de 20% das fezes de comedores de alimentos cozidos são bactérias mortas.

Se você cozinhar uma batata e colocá-la no balcão ao lado de uma crua, a batata crua irá durar semanas e até germinar enquanto que a batata cozida irá fermentar em um ou dois dias. Isto lhe dá uma idéia sobre o que acontece com os alimentos cozidos no trato intestinal onde a fermentação e putrefação podem ocorrer.

Novamente, a indigestão é uma indicação de que a fermentação ou putrefação está ocorrendo.

 

Assim você pode ver que os alimentos mortos tornam doentes e matam mais cedo as pessoas.

Você pode fazer uma dieta de alimentos crus ou alimentos vivos e ver os resultados maravilhosos aqui enumerados por si mesmo! Claro que você pode ter que passar pelo desconforto, quando o corpo, com alimento de melhor qualidade começa a se purificar.

Acho que isso resume bem as razões mais importantes por que você deve evitar alimentos cozidos.

Se você quer ter uma vida mais saudável e feliz dê um passo nessa direção dos alimentos vivos e verá que o seu corpo irá lhe agradecer.

 

Autor: Antônio Ventura  Em: Nutrição & Saude

Você pode usar este conteúdo no seu website para ajudar a difundir esse conhecimento. Tudo que nós pedimos é que você coloque um link de volta para nós na página onde você está incluindo esse artigo.

Deixe seu Comentário »