web analytics

O Psicólogo e a ética


Publicidade

O perfil ético do psicólogo que faz uso de instrumentos para avaliação psicológica e com aplicação de testes retrata uma serie de exigências em nível pessoal e profissional. 

A APA (American Psycological Association s) apresenta seis padrões básicos a serem respeitados na formação e atuação do psicólogo.

O primeiro é a competência, onde o psicólogo deve procurar manter padrões mais altos de excelência no seu trabalho, reconhecendo os limites da sua competência e as limitações de sua especialidade, oferecendo serviços nos quais se sente habilitado adequadamente. A integridade refere-se a comportamentos honestos, respeitosos que o psicólogo deve ter em sua atuação e também que este profissional tenha consciência de seu sistema de valores e os efeitos que esses possam ter em sua prática diária. Na responsabilidade científica e profissional é importante que o psicólogo reconheça a importância do seu comportamento e atuação, atendendo com técnicas específicas, as necessidades de diferentes tipos de clientes.

 

O Atendimento Ético do Psicólogo

O respeito pela dignidade das pessoas é o direito da privacidade, autodeterminação e autonomia dos indivíduos atendidos.

O psicólogo deve estar atento às diferenças dos indivíduos resultantes da idade, sexo, raça, orientação sexual, nível sócio econômico, que possam afetar o tipo de atendimento a ser oferecido.

A preocupação com o bem estar alheio deve ser buscada constantemente na ética profissional. O psicólogo deve estar sensível a relação de poder nos atendimentos ao outro, evitando atitude que envolva engano ou exploração da pessoa alheia.

E, por último, a responsabilidade social que é a responsabilidade do profissional diante da comunidade e da sociedade na qual esta inserida, sendo importante reduzir o sofrimento e contribuir para a melhoria da humanidade.




Já em relação aos testes para a avaliação psicológica, cabe ao psicólogo com sua responsabilidade e intervenção, definir atributos e características a serem avaliadas, investigando melhores instrumentos disponíveis para cada objetivo desejado.

 

Psicólogo

Psicólogo

Verificar se os manuais dos testes possuem informações necessárias para aplicação, correção e interpretação dos resultados dos testes e também avaliar as características psicométricas dos instrumentos a serem utilizados como a validade, precisão e existência de normas especificas e atualizadas para a população brasileira.

No processo de administração de testes, na correção dos resultados e na devolução dos mesmos, o psicólogo precisa evitar comportamentos que possa desviar a atenção do indivíduo do processo de avaliação, deve interpretar os resultados obtidos de forma dinâmica, considerando o desempenho do indivíduo e respeitar o direito de cada um, conhecer os resultados da avaliação, as interpretações feitas e as bases nas quais se fundamentam as conclusões.

É importante também guardar sigilo das informações obtidas e quando se tratar de menor de idade, devolver as informações para o seu responsável.

Apesar de todas essas normas éticas, o nosso país está “deixando a desejar” quando se trata do respeito aos padrões profissionais éticos.

Vários profissionais e estudantes de Psicologia não respeitam o Código de Ética; muitos por exemplo, fazem até cópia de testes. Infelizmente, existem em toda parte “profissionais” assim, que vivem na “ilegalidade”. Portanto, é dever da sociedade denunciá-los.










Deixe seu Comentário »